In your hands En tus manos Nelle tue mani Em tuas mãos

Em tuas mãos

Em tuas mãos

O desejo de fugir, revela o que tentamos a todo custo esconder, sem muito sucesso. Enfrentemos nossos medos de encarar a nossa realidade. Basta admitirmos que temos problemas o suficiente e que não sabemos como resolvê-los. Por isso, preferimos não aceitar, como nossa, a própria realidade.

Apesar do medo, o melhor que precisamos fazer é enfrentar, com coragem e determinação, a cada uma das diversas e diferentes assombrações que forem se apresentando diante de nós. Somente assim é que teremos condições de, quem sabe, no final, vencermos.

E quem sabe poderemos experimentar esse momento oportuno, saboreando o gosto da vitória ? Vitória travada com nossas próprias mãos diante de nossas mais absurdas e tão contraditórias convicções. Saborearmos a vitória diante dos desaforos que as pessoas e o mundo nos oferecem, e nós, com grandeza, o retribuímos com o mais puro e nobre ato de compaixão.

A nossa missão é de transformarmos o “mundo” em que vivemos em um “mundo” que seja como o mais belo jardim cultivado. Que possamos oferecer o mais delicioso mel, do amor que nós mesmos produzimos, na fraternidade, compaixão, alegria e solidariedade.

Que as nossas mãos possam ser a diferença na nossa própria vida, na vida do outro e de toda a sociedade. Precisamos transbordar mais desses sentimentos que geram vida. Deixem as armas, abaixem as guardas e acolham uns aos outros com um forte abraço.
In your hands En tus manos Nelle tue  mani Em tuas mãos
Foto por Pixabay em Pexels.com

4 comentários

  1. […] I try to find my destiny What I want most right now is to find my destiny. Right direction, where I can establish myself and, thus, be able to develop myself until I consolidate myself with a dignified life. Destiny and its innumerable considerations, many times, stand as obstacles to those who want to continue on the path of life development. We need to understand, so that we can admit that destiny is a wild deer, shy, fast and difficult to capture or dominate. The desire to want to dominate one's own destiny at all costs is part of the animal nature of human beings, and to achieve this, many people end up extrapolating in rationalizations. We are well aware that human beings live in a constant struggle between reason and emotion, like someone trying to balance on top of a runaway train at high speed. Finding a balance point is our mission, our quest for a fully healthy life. How to achieve this is precisely what we most desire. If we seek to find the balance between reason and emotion, let us do so without ceasing to live. Because it is exactly in the chaotic movement of life that we can also possibly find our balance and meaning in life, which was being woven and can be delivered to us by the hands of destiny. […]

    Curtir

  2. […] Trato de encontrar mi destino Lo que más deseo en este momento es encontrar mi destino. Dirección correcta, donde pueda establecerme y, así, poder desarrollarme hasta consolidarme con una vida digna. El destino y sus innumerables consideraciones, muchas veces, se alzan como obstáculos para quien quiere continuar en el camino del desarrollo de la vida. Necesitamos entender, para que podamos admitir que el destino es un ciervo salvaje, tímido, rápido y difícil de capturar o dominar. El deseo de querer dominar a toda costa el propio destino forma parte de la naturaleza animal del ser humano, y para lograrlo muchas personas acaban extrapolando en racionalizaciones. Somos muy conscientes de que el ser humano vive en una lucha constante entre la razón y la emoción, como quien intenta mantener el equilibrio encima de un tren desbocado a gran velocidad. Encontrar un punto de equilibrio es nuestra misión, nuestra búsqueda de una vida plenamente saludable. Cómo lograr esto es precisamente lo que más deseamos. Si buscamos encontrar el equilibrio entre la razón y la emoción, hagámoslo sin dejar de vivir. Porque es justamente en el movimiento caótico de la vida que posiblemente también podamos encontrar nuestro equilibrio y sentido en la vida, que se fue tejiendo y nos puede ser entregada por las manos del destino. […]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.