A noite assombrada pela tristeza

A noite assombrada pela tristeza 

Amante indiscreto 
Corações arruinados
Feliz por ser assim
Prêmio de suas más escolhas. 

Perdição em sua vida
Felicidade negligenciada
Morte corajosa
Animal selvagem. 

Em cada beijo, lamento
Nada faço para parar
É o instinto que me guia. 

Tudo vai tomando um novo rumo
Diante das novas escolhas
Um rumo desconcertante 
Que ninguém imaginava 
Inclusive eu.

A noite está quente 
Via demônios por todos os cantos do quarto 
Queriam a minha entrega radical
Minha vida estava em suas mãos. 

Os demônios uivavam a noite inteira
Deixavam-me completamente absorto 
Um homem desfigurado, sempre que se aproximava 
Com mais força me apunhalava. 

Os demônios queriam tomar-me a alma 
Tudo tentavam, sem sucesso
Sem forças e, quase entregue 
Resolvi lutar pela minha vida.

Sua energia, comecei a dissuadir
Quando o meu desejo de viver, voltou ao meu corpo 
Tudo voltou a ter cores, cheiro e sabores
Enquanto os demônios, confusos, debandavam-se. 

Em mim, a alegria voltou 
Depois que, pela vida optei 
O medo e a angústia se foram 
Para que a felicidade prevalecesse.

Carlos de Campos
A noite assombrada pela tristeza 

Amante indiscreto 
Corações arruinados
Feliz por ser assim
Prêmio de suas más escolhas.
Foto por Ivan Siarbolin em Pexels.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.